SINSPPEB repudia veementemente a postura do Diretor do CPFS

 

 

O Sindicato dos Servidores da Polícia Penal do Estado da Bahia (SINSPPEB), repudia, de forma veemente, a postura adotada pelo Diretor do Conjunto Penal de Feira de Santana (CPFS), Allan Silva Araújo, por conta da falta de sensibilidade, arbitrariedade, autoritarismo, irresponsabilidade e perversidade, com a exposição do documento Boletim Interno 05/2021 (timbrado como sigiloso), nos murais da Administração e, bem como, em frente aos pavilhões 03 e 09 da unidade (locais de intenso trânsito de apenados), no sábado (05/06).

O teor do documento assustou e indignou todos os Servidores da Polícia Penal, devido tamanha exposição e constrangimento imposto pelo Diretor, pondo em risco a integridade física e a vida dos Servidores Penitenciários lotados no CPFS.

Entendemos como lamentável, descabida, desrespeitosa e desnecessária a atitude do Diretor do CPFS, ficando nítido seu autoritarismo, bem como, a tentativa leviana e irresponsável de transferir para os Servidores da Polícia Penal a responsabilidade e a culpa pela crise institucional estabelecida no maior Conjunto Prisional do Estado da Bahia. Tal crise, de conhecimento público e instalada há anos no CPFS, constantemente é tema de denúncias realizadas pelo SINSPPEB ao Secretário de Administração Penitenciária e Ressocialização, Nestor Duarte, bem como, aos órgãos fiscalizadores da execução penal.

São inúmeros os problemas encontrados e enfrentados diariamente pelos Policiais Penais e demais Servidores Penitenciários da referida unidade prisional, como: o baixo efetivo de policiais penais por plantão, o consequente desrespeito aos direitos e assistências previstos às pessoas privadas de liberdade pela LEP (Lei de Execução Penal), a péssima gestão realizada por este truculento gestor, falta de modernização dos equipamentos indispensáveis para manutenção da segurança do estabelecimento penal, a exemplo de bloqueadores de sinal de telefonia móvel e sistema de monitoramento por câmeras, bem como o abandono de mais de 90% das guaritas por parte do Comando da Polícia Militar e a consequente falta de condições de trabalho sistematicamente imposta aos profissionais responsáveis pela execução penal.

Diante deste flagrante assédio moral acompanhado de prática cruel e desumana para com àqueles(as) que enfrentam algum problema de saúde, a Gestão UFC do SINSPPEB manifesta toda a solidariedade e apoio irrestrito ao conjunto destes profissionais que estão sendo violentados e ressaltamos que não aceitaremos que direitos sejam violados.

A GESTÃO UFC DO SINSPPEB, vem a público mais uma vez repudiar incisivamente a conduta ditatorial e desrespeitosa do Diretor Allan Araújo na gestão do Conjunto Penal de Feira de Santana, ao tempo que apela ao Governador Rui Costa (PT) providências para por fim aos desmandos do Gestor deste que é um dos maiores estabelecimentos prisionais do Brasil.

Aproveitamos para fazer nova convocação para que, nesta sexta-feira (11/06) às 09hs, todos os Servidores da Polícia Penal do Conjunto Penal de Feira de Santana, se façam presentes à Assembleia Extraordinária, pois esta situação de insegurança e desrespeito no CPFS causada pelo Diretor, já extrapolou todos os limites aceitáveis, requerendo um posicionamento enérgico de todos os pais e mães de famílias honradas e cumpridores dos seus deveres enquanto Servidores e Servidoras.

Gestão UFC e você, Unidos com certeza somos muito mais fortes.

 

Salvador, 09.06.2021

Ascom – SINSPPEB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *